quarta-feira, 24 de maio de 2017

Batata Doce - Aliada da Alimentação Saudável


A batata doce é um alimento riquíssimo em nutrientes, aliada da alimentação saudável. 
Ela é uma boa fonte de energia para o seu corpo, não eleva muito o nível do açúcar do seu 
sangue e dá bastante saciedade impedindo que você coma em excesso.

Isto acontece pelo fato dela liberar energia lentamente no organismo estendendo a sensação 
de saciedade e prolonga a disposição de quem a consome. 
Ela não estimula o hormônio chamado insulina, que é responsável pelo aumento da fome e 
pelo acúmulo de gordura.

Supera diversos alimentos similares em virtude dos seus nutrientes, porém, sem engordar.
Uma boa dica para quem quer manter o corpo saudável e bem nutrido.

A melhor maneira de obter os benefícios desta batata, é fazer ela cozida.
Parta ela ao meio, coloque dentro de uma panela funda e adicione água até que a cubra por completo.
Deixe ferver e depois de 15 minutos com o auxilio de um garfo, verifique se ela já está macia.
O ponto ideal da batata doce é quando o interior dela estiver com uma cor “cintilante” (como exemplo verifique a foto no início desta matéria). 
Se ela atingiu esta coloração e está macia, já está pronta para ser consumida. 
Não deixe a casca de lado, pois ela é rica em fibras e nutrientes.


Adicione este poderoso alimento no seu dia a dia!

segunda-feira, 8 de maio de 2017

O Azeite Ideal para Consumo

Que o azeite faz bem para à saúde todos já sabem, porém, a cada dia que passa encontramos mais variedades expostas nas prateleiras dos supermercados.
Mas, qual é o mais adequado para o nosso consumo?
Quais detalhes eu devo me atentar e que vão fazer toda a diferença na hora da minha compra?

Mantenha distância dos azeites que tenham estas especificações:

  • A primeira opção a ser descartada são os azeites que estejam em embalagem de vidro transparente. Como a luz os atinge com facilidade, a gordura boa sofre uma oxidação.
  • Fique longe das embalagens de lata, pois aquele metal possui algumas toxinas             (conhecidas como xenobióticos), que são facilmente atraídas pelo azeite que está dentro do recipiente tornando-os tóxicos. Lembre-se: toda química é solúvel em gordura boa.

Forma correta de escolher um azeite:

  • Procure por azeites que estejam em recipientes de vidro escuro. Este detalhe impede que a luz entre em contato com o produto.
  • Outro fator que deve ser ressaltado e que você deve ter como hábito, é o de ler os           ingredientes que constam no rótulo. Pois, para os fabricantes economizarem no processo de fabricação do produto e lucrarem ainda mais com as vendas, várias empresas misturam outros tipos de óleos junto aos azeites. Um óleo que é muito comum encontrarmos na lista de ingredientes, é o óleo de soja. Então, se você não tem o costume de ler estes detalhes, possivelmente você nunca tenha experimentado um azeite de verdade.
  • Fique atento a acidez dele, dentre as opções que encontrar ela deve ser a menor possível.       Um exemplo de azeite com baixa acidez: 0.2
  • Adquira apenas o azeite extra-virgem.
  • Ele deve ser prensado a frio.
  • A última dica é prestar atenção no local onde o azeite é fabricado e envazado. Os dois      processos devem ocorrer no mesmo país. Pois, caso ocorram em locais diferentes, ele pode sofrer um processo de oxidação no caminho até ser envazado.

Depois de ter seguido estas especificações e ter escolhido a melhor opção de azeite, 
qual a maneira correta de guardar ele em casa?

  • Mantenha ele sempre dentro de um armário escuro.
  • Nunca deixe ele perto do fogão, pois ao receber calor a gordura boa pode oxidar.
  • Prefira o azeite na finalização dos alimentos, pois ao entrar em contato com uma temperatura muito alta ele perde as suas propriedades.
Atente-se a todas estas dicas.
Tenha como hábito ler as embalagens!